É também conhecida como capital do reggae brasileiro, além de ter uma trajetória originalíssima entre as cidades do país. Única capital fundada pelos franceses, em 1612, tomada pelos portugueses, chegou a ser ocupada pelos holandeses de 1641 a 1644. O nome é uma homenagem ao rei santo e monarca Luís XIII. O valioso acervo arquitetônico da cidade, com mais de 3 mil prédios tombados, é lusitano e representa o maior conjunto da arquitetura civil portuguesa no país.

Praias:

Boqueirão: está dentro da área do Porto de Itaqui e o acesso é proibido.

Praia de Guia: é deserta, tem dunas com vegetação rasteira e coqueiros. Possui vista panorâmica do Centro Histórico de São Luís.

Ponta d`Areia: embora considerada imprópria para banho pela Secretaria do Estado de Meio Ambiente (SEMA), é a mais freqüentada por ser a mais próxima do centro (3,5km). Tem ondas fracas, areia amarelada e batida.

Praia de São Marcos (ou Marcela): tem algumas ondas mais fortes que permitem a prática do surfe. Tem areia amarelada e fina, com dunas. Aqui estão as ruínas do Forte São Marcos (séc. XVIII), o Farol de São Marcos é uma casa de veraneio do governo do Estado. Segundo a Sema, tem alguns pontos poluídos.

Praia de Calhau: é tranqüila, com ondas fracas, areia amarelada e fina, dunas e pequenos morros. Possui belas casas de veraneio. Aqui são realizados diversas competições esportivas. É poluída em alguns trechos.

Praia de Olho d`Água: tem ondas fracas na primeira metade do ano e mais fortes de julho a dezembro. É cercada por dunas e morros. É procurada para a pesca de molinete e para a prática de windcar, por causa dos ventos fortes no verão.

Fuente: melhorespraias.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deja un comentario